Carnaval da Matemática da UBM Nº #26

Nesta vigésima sexta edição do Carnaval da Matemática da UBMpublicada em 15 de Julho de 2013, apresentamos as sinopses dos artigos enviados pelos autores dos 7 blogs participantes.



Blog: Drika's Blog
Autor: Drika Mendonça

Incrível a quantidade de sites e blogs que apresentam essa história. O autor não se sabe quem é. Olhe que eu procurei muito. Curiosa e engraçada, ela tem conquistado a admiração de muita gente ( a história é boa mesmo).

Então, vamos ver por aqui também. Boa leitura.

O filho quer dormir e pede ao pai (engenheiro) para lhe contar uma história, o pai logo se prontificou e lhe contou a dos três porquinhos.

Meu Filho, era uma vez três porquinhos (P1, P2 e P3) e um Lobo Mau, por definição, LM, que os vivia atormentando. P1 era sabido, fazia Engenharia Mecatrônica e já era formado Engenheiro Civil e Tecnólogo Mecânico. P2 era arquiteto e vivia em fúteis devaneios estéticos absolutamente desprovidos de cálculos rigorosos. P3 fazia Comunicação e Expressão Visual.




Autor: Wesley Marcos

É unânime que todos já escutaram a expressão "é pau pra toda obra". Está no dito da cultura popular quando quer se referir a alguém que serve de ajuda para tantas outras coisas. Podemos usar ainda "Severino" (as pessoas que têm esse nome, me perdoem), "quebra galho", e tantas outras. Eis portanto que pego emprestado tal expressão para um conteúdo que faz jus uso da mesma: Regra de três simples.

Usamos esta regra, ainda que mentalmente, para calcularmos várias coisas, tais como: conversão de dólar para real (e vice-versa), conversão de unidades de medidas (de kg para gramas, de litro para ml, etc), conversão de tempo (1 hora = 60 minutos, 1 mês = 30 dias, etc), e muitos outros a citar. Aplicamos mentalmente, sem darmos conta que estamos usando, isto porque a regra de três nada mais é do que uma forma prática de calcularmos razão e proporção, e por isso, o uso mental é mais rápido e fácil (digamos até natural).


A Escala Kelvin


Blog: O Baricentro da Mente
Autor: Kleber Kilhian

William Thomson, também conhecido como Lord Kelvin, nasceu em Belfast, na Irlanda a 26 de junho de 1824. Publicou mais de 600 trabalhos científicos e apresentou um total de 70 patentes. Ele era o presidente da Royal Society 1890-1895. Quando ele morreu em 1907, ele foi enterrado ao lado de Isaac Newton na Abadia de Westminster.

No século XIX foram construídos muitos termômetros de gás a volume constante. Diferentes gases foram utilizados, assim como massas diferentes de um mesmo gás. Desde que, em cada caso, o gás fosse rarefeito e estivesse a uma temperatura nem acima da temperatura de liquefação, os gráficos da pressão em função da temperatura obtidos eram retilíneos. A inclinação da reta, por sua vez, podia ser diferente em cada caso, como podemos ver na figura abaixo:




As Ovais de Cassini e a Lemniscata de Bernoulli


Blog: Elementos
Autor: Aloísio Teixeira
Giovanni Domenico Cassini () foi um astrônomo e matemático italiano que, nas suas tentativas de  compreender o movimento dos corpos celestes, apresentou estranhas curvas como alternativas às trajetórias elípticas de Kepler ( ).

Como estudamos no ensino médio, em uma elipse, a soma da distância de um ponto da mesma a um de seus focos com a distância deste mesmo ponto ao outro foco é constante.

Cassini supôs que, em um movimento orbital de um astro, em torno de dois focos, no lugar de pensar na soma, seria o produto das distâncias consideradas anteriormente que seria constante.

Neste último caso, a equação resultante gera curvas que ficaram conhecidas como ovais de Cassini, mesmo que nem sempre tenham o aspecto sugerido.


Blog:  Matemágicas e Números
Autor: Francisco Valdir

No vasto universo dos números, há alguns deles que nós, os humanos, atribuímos aos mesmos, poderes positivos ou negativos, de sorte que, segundo certas pessoas, quem estiver encerrado em seus campos de influência, terá os seus destinos afetados por tais poderes, por exemplo, o número 13 dará uma maré de azar (mas, para Zagalo, o ex técnico da seleção brasileira de futebol, o número 13... é benéfico) para os seus usuários e o mais temido dos números... o 666, o número da besta, fará o seu portador um servo do maléfico, o Satanás, o anjo rebelde e chefe do inferno e que, no final dos tempos, marcará com um ferro em brasa, na testas dos seus servos, aquela numeração!!!!


Blog:  Vivendo Entre Símbolos
Autor: Romirys Cavalcante

Você já se perguntou como as pessoas resolviam as equações do 2º grau antigamente quando não existia aquela famosa fórmula de Bhaskara?

Há muito tempo atrás, quando ainda não existia a fórmula de Bhaskara, as pessoas utilizavam um método bem interessante para resolver as equações do 2º grau. Esse método era chamado de "completar quadrados".

Tal método foi criado pelo matemático al-Khwarizmi, no qual, você poderá conhecer mais sobre sua vida clicando aqui se assim desejar.

Existem muitas maneiras de se explicar esse método. Muitas delas bem complicadas que até eu me atrapalho as vezes. Nessa publicação irei mostrá-lo por meio de um processo geométrico bem interessante, que consiste em transformar a representação geométrica de uma equação do 2º grau em um quadrado.



Blog: Fatos Matemáticos
Autor: Professor Paulo Sérgio

Uma das áreas recentes da Matemática é a geometria fractal, desbravada por Benoit Mandelbrot [;(1924-2010);] que cunhou termo "fractal" em [;1975;]. Em termos gerais, trata-se de um método matemático para lidar com as aparências irregularidades do mundo natural, revelando sua estrutura oculta.

O tema é mais bem conhecido por seus gráficos que na maioria das vezes são gerados por funções simples, tais como [;z^2 + C;], [;e^z;], [;\sin z;], etc. As formas tradicionais da geometria euclidiana são triângulo, quadrados, circunferências, cones, esferas e afins. Ela são simples, e não têm nenhuma estrutura detalhada em particular. Se você ampliar uma circunferência, por exemplo, qualquer porção se parecerá mais e mais com uma linha reta sem grandes características distintivas. Essas formas desempenharam um papel proeminente na ciência - por exemplo, a Terra tem a forma aproximada de uma esfera, e para muitos propósitos, esse nível de detalhamento é suficiente.



2 comentários :

Olá Charles. Pois é amigo, andamos com muitos problemas que não possibilitou que continuássemos postando. Pretendemos manter a UBM ativa sim. Obrigado pelo incentivo! Grande abraço!

Postar um comentário

Cancelar comentário

União dos Blogs de Matemática